A Associação dos Funcionários da Justiça do Estado do Maranhão-ASFUJEMA, por meio da Prefeitura Municipal de São João do Sóter e da Secretaria de Educação, realizou na manhã desta terça-feira, 23 de agosto, um conjunto de palestras do Projeto “Semeando Vidas: da infância pra vida toda, porque droga mata” sobre prevenção e combate às drogas para os estudantes do 6º ao 9º ano da rede municipal de ensino e do Ensino Médio.

O evento realizado no ginásio poliesportivo Carlito Mendes contou com a participação da prefeita Josa Silva, da vice-prefeita Lacerda, da secretária de educação profa. Rose Araújo, dos vereadores Itamar Alves e Ana da Delegacia, do representante da Associação dos Funcionários da Justiça do Estado do Maranhão – ASFUJEMA Sandro Barbosa, de representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Defensoria Pública Estadual, Ministério Público do Maranhão, estudantes, coordenadores e gestores.

“Hoje estamos recepcionando o representante da Associação dos Funcionários da Justiça do Estado do Maranhão, que está realizando esse grande projeto que envolve crianças, adolescentes e jovens de todo o nosso Estado, e hoje especialmente em São João do Sóter”, ressaltou a prefeita Josa Silva.

A secretária de Educação, profa. Rose Araújo, frisou que o município é parceiro da ASFUJEMA “por entender que esse projeto com o tema drogas é de extrema importância para o nosso município. Por isso, estamos reunindo as escolas do município para apreciarem as palestras”.

O representante da ASFUJEMA, Sandro Barbosa, afirmou que “o projeto de prevenção às drogas é apoiado por todo o sistema judiciário, como o Tribunal de Justiça, o Ministério Público, a Defensoria e as Forças de Segurança. Agradecemos à gestão municipal, à gestão da educação e às forças policiais que estão ministrando essas palestras, investindo na vida dos jovens de São João do Sóter”.

A estudante Mikaelly Aguiar destacou a necessidade de discutir esse assunto, porque muitos jovens de hoje estão optando por um caminho errado, e tratar esse assunto na escola é importante para estar direcionando os jovens para um caminho melhor.

Confira as fotos: